ITAMBACURICOPOLIS

Funções corrompidas ameaçam o Funcionalismo Público

O nosso prefeito  e vice estão famintos por mais  cargos de confiança, provavelmente para usá-los na campanha eleitoral que se aproxima, para tanto enviou à Câmara dos Vereadores pedidos de mudança no Estatuto do Funcionalismo Público, contando claro com a apoio incondicional do presidente e de boa parte da casa. 

Funcionalismo é um controverso ramo no equilíbrio entre Governo e Sociedade, é o encontro das águas, desperta os mais diferentes pontos de vista entre as correntes sociológicas, humanistas e cientistas políticos do mundo todo. Mais que um pilar da nossa estrutura social, o funcionalismo público é a base, o alicerce que sustenta os nossos três poderes. Está no funcionalismo público o segredo de uma administração pública condizente com os nossos ideários de justiça, e também o contrário, dependendo do respeito e entendimento com que o assunto e tratado. É estabelecido que qualquer mudança neste setor seja fruto de estudo minucioso, debatido com todos os setores da sociedade, principalmente com o sindicato dos trabalhadores, pela importância e impacto direto na categoria. 

Para que a nossa máquina administrativa trabalhe com eficiência, contamos na nossa cultura social com o sistema integrado de funções também chamado de estruturo-funcionalismo, essa cultura tem a visão de que nossa sociedade e constituídas por partes (por exemplo: Polícia, hospitais, escolas, fazendas, governo) cada uma com sua própria função, estabelecidas através de leis e estatutos, trabalhando em conjunto para promover a estabilidade social. Basta um passo em falso em algum setor do funcionalismo para desestabilizar toda a estrutura social. 

Não é novidade que aqui no  Brasil a lei virou instrumento para pratica de crimes, em nossa cidade o Tenente defende as mudanças no Estatuto do Funcionalismo que a dupla Torres-Perdigão enviou para a casa legislativa, mesmo que para isso, eles nos afundem ainda mais no mar de lamas que já é esta atual administração e seu casamento com a vereança. 

Se me permitem o trocadilho, há um desequilíbrio funcional, no debate sobre o funcionalismo em nosso município, ao invés  da Câmara Municipal cumprir com sua função demarcada na constituição, deixam de legislar contra a corrupção e passam a regulamentar a mesma, usam o poder que lhes foram confiados pela população e entregam aos corruptos do executivo os instrumentos para praticarem seus crimes impunemente 

Esperamos que pelo menos o Judiciário cumpra com sua função de defesa da sociedade e sua estabilidade, atuando contra este desequilíbrio funcional entre Legislativo e Executivo, que, na nossa terra, se uniram contra o povo e contra o funcionalismo.

Advertisements

Single Post Navigation

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: