ITAMBACURICOPOLIS

Abolição do Preconceito

Por Regina Souza de Magalhães (Tequinha)

Negra, antes que seu leite seque

Põe seu negrinho na esteira

A sinhá esta lhe chamando

Pra o sinhozinho amamentar

Vai saindo de carreira

Menino branco esta chamando

E branco não pode esperar

———-

Negra, não cante esta canção

Pra seu negrinho agora

A sinhá esta lhe chamando

Pra o sinhozinho acalentar

Deixa o negrinho pra outra hora

Menino branco esta chorando

E branco não pode chorar

———-

Cem anos se passaram

E pouca coisa mudando

Muitas “Sinhás” ainda chamam

E os negros sem demora vão doando

Seu suor, sangue e lágrimas

Sem contudo ser ninguém

Sem conforto  e sem vintém

———-

Mas que maldição é esta ?

Mas que destino meu Deus?

Se somos todos filhos seus

Advertisements

Single Post Navigation

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: